martes, 20 de noviembre de 2007

Este post é um chamado, um clamor, um pedido de ajuda para a Flávia

FLAVIA ESTÁ EM COMA HÁ QUASE 10 ANOS.

A JUSTIÇA BRASILEIRA ESTÁ HÁ MUITO MAIS TEMPO.

06.01.1998 – FLAVIA SOUZA BELO, então com 10 anos, sofre grave acidente quando teve seus cabelos sugados pelo ralo da piscina do condomínio onde morava com a mãe e o irmão de 14 anos, no bairro de Moema, São Paulo. – Brasil. Flavia teve parada cardio-respiratória e desde então está em coma vigil, estado que segundo os médicos, é irreversível.

Odele Souza, a mãe, processou o condomínio Jardim da Juriti, a Jacuzzi do Brasil, fabricante do ralo e a AGF Seguro, seguradora do condomínio. O condomínio, porque trocou o equipamento sem orientação técnica, colocando no lugar do anterior, um equipamento de sucção SUPERDIMENSIONADO em 78%. A Jacuzzi, fabricante do ralo, porque não orientou em seus manuais, sobre os riscos da instalação de um equipamento em desproporção com o tamanho da piscina, e a AGF Brasil Seguros, porque não pagou quando solicitada, o seguro existente no condomínio, vindo a fazê-lo apenas um ano e onze meses depois, sem juros e correção monetária.
Ao longo desses quase nove anos que tramita na justiça paulista, o processo de Flavia teve dois julgamentos. Em ambos, foi concedida indenização que Odele considerou muito pequena, tendo em vista a gravidade do acidente ocorrido com Flavia. Odele recorreu das duas sentenças, mas mesmo tendo sido anexados aos autos, laudos periciais realizados por peritos designados pela justiça, onde foi constatado o SUPERDIMENSIONAMENTO do equipamento de sucção da piscina cujo ralo sugou os cabelos de Flavia, e mesmo continuando ela a viver em coma vigil já por quase dez anos, até hoje, os responsáveis pelo acidente NÃO FORAM CONDENADOS a pagar a indenização pleiteada. Odele, hoje busca divulgação para o caso, e espera com isso, chamar a atenção para o desrespeito aos direitos humanos de sua filha. Espera também a CONDENAÇÃO EXEMPLAR dos responsáveis pelo acidente que deixou Flavia em coma pelo resto de seus dias.

No blog FLAVIA, VIVENDO EM COMA (http://www.flaviavivendoemcoma.blogspot.com/)
Odele protesta contra essa lentidão da justiça brasileira em conceder à Flavia a indenização a que tem direito e alerta sobre o perigo existente nos ralos de piscinas,que sem legislação específica, continuam a causar acidentes fatais ou gravíssimos em todo o mundo, conforme vem sendo documentado no blog de Flavia. A maioria das vítimas são crianças.

São Paulo, 13 de setembro de 2007
Odele Souza
e-mail: odele@terra.com.br
blog: http://www.flaviavivendoemcoma.blogspot.com/

3 comentarios:

Odele Souza dijo...

Muito obrigada por este post de DIVULGAÇÃO da história de minha filha Flavia. Caso aceite colocar unm selo/link na lateral de seu blog, por favor, veja o selo neste endereço www.oficinadepalavras.blogspot.com Poderei lhe enviar por e-mail, o código para colocar no HTML de seu blog.

Vou linkar seu blog em retribuição ao post de divulgação.
Um abraço.

Luis Enrique dijo...

Com muito gosto coloco. Será esse selo que tenho na parte superior direita? Um abraço Odele, Deus lhe ajude a encontrar a tão esperada justiça para sua querida filha Flávia.

maat dijo...

Faço pensamentos positivos para Flavia.

Que se faça Justiça .


Um Abraço,


***maat